SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU
Ouça a Nossa Rádio Venceslau AM

Ouça a Web Rádio Venceslau A M

Ouça a Web Rádio Venceslau A M
Rádio Venceslau Am Para Ouvir Clique no FlowPlayer

PARA OUVIR A Rádio Venceslau Clique no flowplayer

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo
Retransmissão Via/Web 24 Horas no AR - Ouça a Rádio Venceslau agora pelo seu celular- Click em cima desta foto e instale o APP é super fácil e rápido.

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Após ser agraciado com bilhões, Cuba agora esnoba o Brasil
Após “mamar” bilhões do Brasil, a ditadura de Cuba agora hostiliza o governo brasileiro. Retirou sua embaixadora e faz a grosseria de nem sequer responder aos pedidos de agrément para embaixador brasileiro em Havana. Somente em duas jogadas, nos governos do PT, em dois anos, Cuba embolsou R$7,2 bilhões do Brasil: R$2,7 bi para o porto de Mariel, construído pela Odebrecht, e R$4,5 bilhões do “Mais Médicos”.
A derrocada petista e a punição aos corruptos fez secar a fonte de dinheiro fácil, daí a hostilidade de Cuba contra o governo brasileiro.
Último embaixador brasileiro, Cesário Melantonio deixou Havana em 13 de abril. A embaixadora cubana foi retirada de Brasília há um ano.
Cuba já recusou três indicações de embaixadores em Havana. A indicação mais recentemente ignorada foi a do diplomata Fred Meyer.
Cláudio Humberto





Certidões de nascimento, casamento e óbito terão CPF; veja novas regras
Os registros oficiais de nascimento, casamento e óbito no Brasil ganharam novas regras de emissão a partir desta terça-feira (21).
Uma das mudanças obriga a inclusão do CPF nas certidões —um primeiro passo para um número único de identidade civil no país. Os documentos são confeccionados pelos cartórios de registro civil.
Além do CPF, a nova norma da Corregedoria Nacional de Justiça contempla as múltiplas configurações de família.
A partir de agora, as certidões não deverão conter quadros preestabelecidos para o preenchimento dos genitores. Isso dá a chance de dois pais, duas mães e até uma filiação entre três pessoas ser formalmente reconhecida.
Terão os mesmos direitos, os casais que tiveram um filho a partir de técnicas de reprodução assistida, como barriga de aluguel ou por uso de material genético doado.
Ainda no caso da reprodução assistida, o oficial não mais poderá exigir a identificação do doador de material genético como condição para registrar um recém-nascido. Mas será obrigatória uma declaração do responsável da clínica onde o procedimento foi realizado.



É verdade que o governo vai multar em R$ 150 eleitor que não fizer biometria?
Tem se espalhado na internet desde ontem o boato de que o governo do presidente Michel Temer “lançou uma lei” para multar em 150 reais os eleitores que perderem o prazo para cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral.
A notícia falsa circula em duas plataformas: um texto no Facebook e no WhatsApp e um áudio com a voz de uma mulher, também compartilhado no aplicativo de mensagens. As duas versões alardeiam o mesmo valor para a suposta multa e buscam amedrontar o leitor, “informando” que o não pagamento dos 150 reais leva à suspensão de RG, CPF e carteira de habilitação do devedor:
Por meio de nota, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desmentiu o boato. “Esta mensagem é falsa e que o eleitor deve ficar atento ao calendário estabelecido pelos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE) para fazer o cadastramento dos eleitores em cada estado”, esclarece o TSE.
Ainda conforme a Justiça Eleitoral, o título de eleitor é único documento que pode ser cancelado em caso de não comparecimento ao cadastramento biométrico obrigatório. “Ainda assim, caso o eleitor não compareça, ele apenas estará sujeito a uma multa em torno de R$ 3,50. Após comparecer ao cartório eleitoral mais próximo e regularizar a situação, o título volta a ficar ativo imediatamente”, completa a nota do TSE.
Além do conteúdo da lorota, oficialmente desmoralizado, três características deste boato devem ser notadas pelo leitor preocupado em se policiar em tempos de fake news na internet: 1) o tom alarmista, que não dá maiores informações sobre o assunto; 2) a falta da notícia em veículos de imprensa confiáveis; e 3) o apelo por compartilhamento ao maior número possível de pessoas.
Se uma informação online reúne algum destes aspectos, ou todos eles, independentemente do assunto, convém uma breve pesquisa sobre o tema antes de passá-la adiante. *VEJA






Sem teto de gastos, Brasil quebraria, diz Banco Mundial
Estimativas feitas pelo Banco Mundial mostram que sem reformas econômicas, como o teto para o crescimento dos gastos públicos, o deficit do governo aumentaria ano e ano e levaria a dívida a mais de 150% do PIB em 2030, um quadro insustentável.
Aprovado no ano passado, o teto de gastos foi a ferramenta eleita pelo governo Michel Temer para entregar, nos próximos dez anos, uma economia equivalente a 5% do PIB. Neste ano, o país fechará as contas com um deficit de R$ 159 bilhões, equivalente a 2,5% do PIB.
Para se ter uma ideia do desafio, o país deverá cortar um quarto das despesas primárias federais (sem contar os gastos com juros) até 2026, reduzindo os gastos como proporção do PIB de 20% para 15% —patamar semelhante ao de 2000.
Segundo as projeções do Banco Mundial, mesmo com o esforço, o Brasil só sairá do negativo em 2024, três anos após as projeções oficiais. E a dívida pública só vai parar de crescer entre 2027 e 2028, após alcançar 91% do PIB —hoje está em 73%.
“O cumprimento do teto é possível, mas é desafiador. O futuro do Brasil depende do ajuste mas não termina no ajuste, e sim na retomada do crescimento. Mas não será possível relançar o crescimento sem tomar a sério o ajuste fiscal”, disse Martin Raiser, diretor para o Banco Mundial no Brasil.




Estudantes têm mais 10 dias para renovação de contratos do Fies, anuncia MEC
Estudantes podem escolher pela transferência integral de curso ou de instituição, ou pedir mais prazo para o uso do Fies
Os estudantes brasileiros poderão renovar os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até o dia 30 de novembro, segundo anunciou o Ministério da Educação (MEC). O prazo foi estendido por mais dez dias, já que terminaria nesta segunda-feira (20).
Desse modo, até o próximo dia 30, os estudantes ainda poderão escolher pela transferência integral de curso ou de instituição, ou mesmo pedir mais prazo para o uso do Fies . De acordo com o Ministério da Educação, esta será a última prorrogação do prazo e, por isso, as pessoas interessadas em dar continuidade ao financiamento devem ficar alertas para a data final. A portaria com a prorrogação da data será publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira (21).
O MEC também alerta hoje que os contratos do financiamento devem ser renovadas a cada seis meses (semestralmente). Inicialmente, o pedido para a renovação do contrato é realizado pela própria instituição de ensino e, depois, os alunos precisam validar todas as informações no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).
“Nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir do momento em que o estudante faz a validação no sistema. Já no aditamento não simplificado – quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador –, o estudante precisa levar toda a documentação comprobatória ao agente financeiro”, explica o MEC.
Um levantamento feito pelo Ministério da Educação mostra que, do total de 1,28 milhão de contratos previstos para o segundo semestre de 2017, 1.067.568 estudantes já tinham feito o aditamento até a última sexta-feira (17), ou seja, 83% do total.
Mudanças em 2018
As novas regras do programa de crédito para estudantes de cursos superiores foram aprovadas no último dia 8, pelo Senado. Como o texto já tinha sido aprovado pela Câmara, agora segue para sanção presidencial.
Os senadores optaram pelo relatório favorável à medida provisória (MP) enviada pelo governo, que altera as formas de financiamento e extingue o período de carência para o pagamento dos estudantes. As mudanças deverão valer a partir de 2018.
Com as mudanças, a expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que 310 mil vagas sejam destinadas ao programa no ano que vem, sendo 100 mil para estudantes de baixa renda que terão juro zero e serão voltadas para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.
As outras modalidades serão garantidas com recursos dos fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
O Fies financia estudantes de cursos privados do ensino superior, profissional, técnico ou tecnológico e em programas de mestrado e doutorado. Para que tenham acesso às faculdades, os jovens precisam passar por avaliação em processos estabelecidos pelo MEC , como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
*As informações são da Agência Brasil





Dois morrem e um fica ferido após batida entre duas motos no Tocantins; um deles era de Marcelino Vieira
Dois motociclistas morreram e uma pessoa ficou ferida na manhã desta segunda-feira (20) depois de baterem de frente. O acidente foi por volta das 8h em São Miguel do Tocantins. A Polícia Militar informou que Raimundo Nonato da Silva, de 59 anos, seguia na rodovia quando tentou ultrapassar um caminhão e bateu de frente com Fernando de Sousa, de 29 anos, que estava com outra pessoa na garupa e vinha no sentido contrário.
Segundo o Instituto Médico Legal (IML) as vítimas morreram ainda no local. A pessoa que estava na garupa foi socorrida e levada para um hospital em Imperatriz/MA, mas o estado de saúde e nome não foram divulgados. Silva era natural de Axixá, já Santos era de São Miguel do Tocantins.
De acordo com informações a vítima socorrida para Imperatriz-MA é vieirense proprietário de um crediário, que reside na Vila Ana Henrique, zona rural de Marcelino Vieira-RN. *G1 Tocantins




Polícia encontra 130 quilos de maconha enterrados em terreno da Petrobras em município do RN
Policiais encontraram 130 quilos de droga no Campo do Amaro, na região Oeste do RN (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Da terra onde são extraídos barris de petróleo, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte desenterrou 130 quilos de maconha, nesta terça-feira (21). A droga estava escondida na área rural conhecida como Canto do Amaro, entre os municípios de Mossoró e Areia Branca, na região Oeste do Rio Grande do Norte.
De acordo com o delegado Renato Oliveira, titular da Divisão de Polícia do Oeste (Divipoe), o material foi encontrado após uma denúncia anônima. Traficantes teriam enterrado os entorpecentes no local para buscar em outro momento. “É uma área muito grande, que pertence à Petrobras.
Passamos a manhã lá, cavando, até conseguir achar”, disse o delegado.
As informações foram colhidas pela polícia durante uma investigação para identificar responsáveis pelo tráfico de drogas na região. Ainda de acordo com o delegado, já existem suspeitos de serem donos do material apreendido, mas ninguém foi preso até o momento.
Essa foi a maior apreensão registrada pela Divipoe em 2017, até agora. *Com informações do G1/RN





Trabalhador poderá solicitar seguro-desemprego pela internet
O trabalhador poderá solicitar o seguro-desemprego pela internet. A novidade faz parte de um pacote de ações para melhorar o atendimento e a qualificação dos trabalhadores lançado hoje pelo governo federal.
No caso do seguro-desemprego, a mudança permitirá que o trabalhador dê entrada no pedido de benefício assim que receber os documentos demissionais. Pela regra anterior, o trabalhador precisava agendar um horário de atendimento do Sistema Nacional de Emprego (Sine), preencher um formulário e entregar a documentação.
Com isso, o prazo de 30 dias para começar a receber o seguro começa a contar a partir da solicitação na internet, e não mais da entrega dos documentos no posto do Sine, o que agiliza a liberação do pagamento.
O procedimento ainda não elimina a necessidade de ir depois até um posto do Sine, mas irá agilizar o atendimento.
O Ministério do Trabalho também lançou a Carteira de Trabalho Digital, uma versão eletrônica, digitalizada, do documento tradicional. O documento não substitui o documento em papel.
A facilidade, segundo o Ministério do Trabalho, é que trabalhador poderá acessar qualquer informação sobre o contrato de trabalho vigente ou anterior pelo celular. Também será possível pedir a 1ª ou 2ª vias da carteira de trabalho em papel pelo aplicativo.
Também foi anunciada a criação da Escola do Trabalhador, uma plataforma digital de ensino à distância. Segundo o ministério, a plataforma tem capacidade para qualificar, até o final de 2018, seis milhões de brasileiros.
Outra novidade é o lançamento do aplicativo Sine Fácil no sistema operacional iOS. Pelo aplicativo, o trabalhador pode encontrar de forma rápida e prática vagas de emprego na rede Sine de todo o Brasil, de qualquer smartphone ou tablet conectado à internet.




Governo deveria acabar com o ensino superior gratuito, aponta Banco Mundial
Para cortar gastos sem prejudicar os mais pobres, o governo deveria acabar com a gratuidade do ensino superior. Essa é uma das sugestões apresentadas no relatório “Um ajuste justo – propostas para aumentar eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, elaborado pelo Banco Mundial.
A ideia é que o governo continue subsidiando os estudantes que estão entre os 40% mais pobres do País. Porém, os de renda média e alta poderiam pagar pelo curso depois de formados. Durante a faculdade, eles acessariam algum tipo de crédito, como o Fies.
Essa proposta se baseia no fato que 65% dos estudantes das instituições de ensino superior federais estão na faixa dos 40% mais ricos da população. Como, após formadas, essas pessoas tendem a ter um aumento de renda, a suspeita dos técnicos é que a gratuidade “pode estar perpetuando a desigualdade no País.”
O Brasil tem aproximadamente 2 milhões de estudantes nas universidades e institutos federais, ao passo que nas universidades privadas são 8 milhões de estudantes. Porém, o custo médio de um aluno numa faculdade privada é de R$ 14.000,00 por ano. Nas universidades federais, esse custo salta para R$ 41.000,00 e nos institutos federais o valor é ainda maior: R$ 74.000,00 ao ano.
Esse gasto, diz o estudo, é “muito superior” ao de países como a Espanha e a Itália, por exemplo. No entanto, o valor agregado em termos de conhecimento dos estudantes não é muito diferente do das faculdades privadas. Esse critério considera o que o aluno aprendeu em comparação ao que se esperava que ele tivesse aprendido.
Os gastos do governo com ensino superior são equivalentes a 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e crescem, em termos reais, 7% ao ano, acima da média mundial. “As despesas com ensino superior são, ao mesmo tempo, ineficientes e regressivas”, diz o relatório.
Uma reforma poderia economizar aproximadamente R$ 13 bilhões ao ano nas universidades e institutos federais. No nível estadual, a economia poderia ser de R$ 3 bilhões.
Além da cobrança de mensalidades, o estudo sugere que os gastos por aluno tenham como limite o valor gasto pelas instituições mais eficientes. As menos eficientes teriam, assim, de ajustar suas despesas à nova realidade.
Se as escolas do ensino fundamental e médio atingissem o nível das melhores do sistema, o desempenho na prova do Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) subiria 40% para o nível fundamental e 18% no médio. No entanto, aponta o relatório, o Brasil gasta perto de R$ 56 bilhões a mais do que seria necessário para ter o atual desempenho.
A principal proposta para enxugar gastos nessas esferas é aumentar a quantidade de alunos por professor. O estudo diz que a quantidade de estudantes está caindo devido à redução das taxas de natalidade, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A proposta é não repor os professores que deixam o sistema. Só com isso, a economia seria de R$ 22 bilhões.
Saúde. Enquanto no ensino fundamental a nova realidade do crescimento demográfico está esvaziando salas, nos postos de saúde a tendência é contrária: a demanda por atendimento aumenta devido ao envelhecimento da população.
Também nesse caso, o estudo sugere soluções para ajudar a reduzir os gastos que, segundo o banco, não trariam prejuízo ao atendimento. Se todo o sistema atingisse o nível das unidades mais eficientes, poderiam ser economizados R$ 22 bilhões. Entre as propostas, está o fechamento de hospitais de pequeno porte, que custam proporcionalmente mais do que os grandes, se for considerado o valor por atendimento prestado.
O relatório sugere também o fortalecimento do atendimento primário que filtraria os casos mais complexos para enviar aos hospitais. E que o atendimento dos casos mais simples possa ser feito por profissionais de saúde não médicos, deixando-os liberados para os casos mais complexos.
O governo poderia ter ganhos também, com acréscimo na arrecadação tributária, da ordem de 0,3% do PIB, se fosse eliminada a dedução no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Segundo o relatório, esse mecanismo beneficia os mais ricos de maneira “desproporcional” e “constitui um subsídio para as despesas de saúde privada.”

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Fábio Júnior Venceslau

Cuidados com a hidratação devem ser redobrados
O verão se aproxima e, com ele, alguns estados do país, dentre os quais o Rio Grande do Norte, sofrem com o aumento da temperatura, e as pessoas passam a suar mais. Isso acontece porque o nosso corpo perde muito líquido para manter a temperatura do entre os 36°C e os 37°C. Dessa forma, o risco de desidratação aumenta. Para contornar essa situação, a receita é: consumir água com maior regularidade para compensar.
O recomendado é que, em condições normais, se consuma em média dois litros de água todos os dias, para repor a perda natural de líquidos. Mas no verão, é preciso ficar ainda mais atento. O ideal é sempre ter uma garrafinha de água por perto e manter-se hidratado, tomando alguns goles em curtos espaços de tempo, para evitar sentir sede – que já é um sinal de desidratação. Para quem costuma realizar atividades físicas, o alerta é redobrado e é importante manter o corpo hidratado antes, durante e depois dos exercícios.
Mas não se engane, a água não pode ser substituída por outros líquidos nessa equação. Sucos, refrigerantes e bebidas alcoólicas não devem entrar na conta, pois, ao contrário do que possa parecer, os açúcares e o álcool presentes nestas bebidas fazem o corpo perder mais líquidos e nutrientes, levando à desidratação mais rapidamente. Por sua vez, a água é o principal hidratante também da pele, além disso, o líquido precioso previne inchaços e o envelhecimento precoce.
“Cuidar da pele é um processo que pode ser feito tanto de fora para dentro, por meio de uso de produtos hidratantes, como de dentro para fora, através da ingestão de água. Portanto, beber água é importante para que todos os órgãos funcionem sem problemas, principalmente a pele, que só tem a ganhar com o hábito. Uma pele hidratada também rejuvenesce as pessoas ”, explica a dermatologista Daiane Saldanha.
A dica para quem tem dificuldade de lembrar de beber água, alguns aplicativos para smartphones, como Beba Água, Waterbalance e Drinking Water, podem ser bem úteis por enviarem lembretes constantes e ainda calcularem a quantidade de água que já foi ingerida no dia. Outra dica é optar por garrafinhas com volumes determinados, assim se tem uma noção exata do consumo diário da água.



Correios Celular inicia venda de chips no RN
O chip amarelinho já está sendo comercializado em 126 agências dos Correios na capital e no interior do Rio Grande do Norte. O Correios Celular vem para complementar o conjunto de serviços oferecidos pela estatal a seus clientes, valendo-se de parceria estabelecida com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP), autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A EUTV é responsável pela infraestrutura de suporte às telecomunicações.
O objetivo é atender os clientes que buscam serviços simples, práticos e prestados com transparência. Os pacotes foram planejados para estar entre os mais baratos do mercado. O Correios Celular oferece duas opções de planos pré-pagos ao cliente: “Alô 30” e “Alô 60”.
Carregando o aparelho com R$ 30,00 (trinta reais), o cliente adere automaticamente aos benefícios promocionais do plano “Alô 30”, válidos por 30 (trinta) dias.




RN gera 857 vagas em outubro e tem quinto mês seguido de alta de empregos
O Rio Grande do Norte fechou o mês de outubro com o saldo positivo de 857 empregos gerados. Foi o melhor resultado para o mês desde 2011, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 20, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Foi o quinto mês seguido de balanço positivo de vagas no estado.
O setor com melhor desempenho foi o comércio com 907 vagas abertas, seguida da indústria de transformação com 226 postos de trabalho.
Do outro lado, a construção civil fechou 274 postos de trabalho, seguida do setor de serviços que perdeu 129 vagas de emprego. *No Ar





Governador se reúne com Ministério Público e Tribunal de Contas para discutir reequilíbrio financeiro do Estado
O governador Robinson Faria e o vice-governador Fabio Dantas estiveram reunidos hoje na sede do Ministério Público Estadual com o procurador geral, Eudo Leite, e o presidente do Tribunal de Contas, Gilberto Jales, para discutir a formação de um pacto pelo reequilíbrio financeiro do estado.
O encontro, que teve a participação do conselheiro do TCE Carlos Thompson, do Promotor de Justiça Carlos Rodrigues, do procurador geral do Estado Wilkie Rebouças e do secretário de gestão Vagner Araújo, tratou da implementação de medidas administrativas de curto, médio e longo prazos com vistas a solucionar o crescente déficit do orçamento estadual e à retomada do equilíbrio fiscal. Atualmente, o Estado não vem conseguindo pagar parte da folha de pessoal dentro do mês – e não tem cumprido o repasse do duodécimo orçamentário integral para os demais Poderes.
“A saída para a crise passa pelo diálogo – principalmente entre as instituições de Estado. Este pacto que estamos firmando é o melhor caminho para sairmos desta difícil situação. O gesto de sentar à mesa de forma transparente, responsável e construtiva é o que os norte-rio-grandenses esperam dos gestores. E é o que estamos fazendo aqui, discutindo medidas que não são apenas de governo, são de Estado”, declarou o governador Robinson.
“Ficou definida a composição de um grupo técnico com representantes de todos os poderes que vai se reunir diariamente para dar sequência aos trabalhos. Eles vão analisar as iniciativas já em discussão, como a venda de ativos que não tenham função social. E vão medir o custo-benefício e a viabilidade legal de medidas que o Estado possa adotar para reduzir gastos e reequilibrar o caixa”, concluiu o vice-governador Fábio Dantas.
A próxima reunião deverá contar com a participação dos presidentes da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Justiça, que já manifestaram disposição em colaborar com as iniciativas em discussão, segundo afirmou o Procurador Geral Eudo Leite.






Inflação acumulada tem queda pelo sétimo mês consecutivo no Nordeste
Pelo sétimo mês consecutivo, a inflação nordestina apresentou redução no acumulado dos doze meses anteriores. Em outubro, a inflação acumulada neste período foi de 2,94%, a mais baixa já calculada dentro desse parâmetro pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), com série histórica iniciada em dezembro de 2008. O estudo completo está disponível no endereço www.bnb.gov.br/diario-economico-2017.
Em outubro, a inflação no Nordeste foi de 0,34%. O grupo Alimentos e Bebidas, que possui o maior peso relativo no cálculo, apresentou deflação (-0,05%) e atenuou levemente o índice na Região. O grupo Artigos de Residência foi o de maior queda nos preços (-0,54%), o que também influenciou na redução de 0,02 pontos percentuais da inflação no Nordeste.
“O processo inflacionário regional continua a demonstrar arrefecimento”, afirma o gerente de Estudos e Pesquisas Macroeconômicas do Etene, Airton Saboya.
Entre os itens de maior alta de preços em outubro, está a batata-inglesa, que figurou em destaque na elevação de preços nas três regiões metropolitanas do Nordeste, objeto da pesquisa do Etene, na seguinte ordem: Recife (+20,56%), Fortaleza (+19,55%) e Salvador (+11,67).
O maior impacto no orçamento das famílias foi observado no preço do gás de botijão, no qual se observou elevação dos preços em Fortaleza (+7,16%), Recife (+6,75%) e Salvador (+5,21%). O item contribuiu de forma relevante para a Habitação ser o grupo de maior inflação mensal no Nordeste.
Outro item importante nas finanças das famílias, a energia elétrica residencial, também apresentou aumento relevante em Recife e Salvador, em razão da alta de preços de 7,03% e 3,56%, respectivamente.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Fábio Júnior Venceslau

Após roubar oito toneladas de lagosta no RN, assaltantes tentam vender carga para vítima e são presos na Bahia
Parte da carga foi recuperada em Salvador (Foto: Divulgação/ SSP-BA)
Foram presos, na tarde de terça-feira (17), em Salvador, três suspeitos de participar de um roubo a uma carga de oito toneladas e meia de lagosta destinada à exportação, no início da semana, no estado do Rio Grande do Norte. Não foi informada a cidade onde ocorreu o crime.
De acordo com a titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos da Bahia, delegada Carla Ramos, que colaborou com a investigação sobre o crime, os assaltantes tentaram vender o material para a própria vítima de roubo, que localizou os criminosos.
“Eles foram flagrados tentando vender o material para a própria vítima que, conhecendo o mercado restrito de frutos do mar em grande quantidade, demonstrou interesse nas redes sociais e acabou encontrando esses receptadores tentando revender os produtos muito abaixo do valor de mercado”, explicou a delegada.
Os três foram presos com parte da carga do crustáceo, cerca de 6 toneladas, que foi recuperada em um galpão no bairro do Retiro. O material pertence à empresa Prime Sea Food e deveria ser entregue em Recife (PE), de onde partiria para exportação.
Marcelino Augusto da Silva, Almir Fernando Lapenda dos Santos Mota e Ricardo Siva Andrade foram autuados e vão responder por receptação qualificada e formação de quadrilha.
Um homem de apelido Zé Carlos, que teria participado das negociações junto a vítima de roubo, é procurado pela polícia. A investigações foram comandadas pela Delegacia de Cargas de Pernambuco, com apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio da Polícia Civil da Bahia.

Outra carga

Também na sexta-feira (17), na cidade de Camamu, localizada na Costa do Dendê, uísques, vodcas e outros tipos de bebidas, roubados em Montes Claros, Minas Gerais, foram resgatadas em um caminhão baú, com o baiano Bruno Santos de Jesus e pernambucano Gleibson Wberes de França, em Camamu. A dupla foi presa em flagrante após estacionar o veículo e sair para tentar vender parte da carga para o comércio.
A carga de bebidas importadas, avaliada em R$ 500 mil, foi recuperada após ser monitorada por GPS. A polícia ainda não sabe qual era o destino final da carga. *G1 RN






Governo do RN não pode sacar dinheiro do fundo previdenciário, informa banco
Instituto Previdenciário do RN não pode sacar recursos que estão aplicados pelo Funfirn, informou Banco do Brasil (Foto: Divulgação/Governo do RN)
O Instituto Previdenciário do Rio Grande do Norte (Ipern) não pode sacar os recursos do Fundo Financeiro do Estado (Funfirn) para pagar salários de aposentados e pensionistas. A informação foi repassada oficialmente pela gerência geral do Banco do Brasil aos representantes do Estado e confirmada ao G1 pelo procurador-geral adjunto do Estado, João Carlos Coque. O governo queria usar o dinheiro para liberar recursos e pagar os duodécimos dos poderes estaduais, que estão atrasados.
De acordo com o procurador, o banco informou que os recursos não podem ser sacados até o prazo final das aplicações financeiras em que foram depositados. Elas acabarão entre 2019 e 2021. Ao todo, o fundo conta atualmente com R$ 321 milhões. “Não pode ser usado nada, à exceção de um valor bem pequeno, que não resolve o problema do Estado”, afirmou Coque.
Questionado pelo G1, o procurador-geral adjunto explicou que, diante da negativa do banco, não há muito o que ser feito do ponto de vista judicial, e que o Estado terá que buscar uma solução financeira para a falta de recursos. “Hoje a situação é muito menos jurídica que financeira”, argumentou o procurador, ressaltando que a procuradoria sempre está à disposição do governo para buscar as melhores soluções no campo da Justiça. O procurador ressaltou que o acordo da semana passada não previa o saque, mas sim um estudo para avaliar a possibilidade de sacar.
Após o acordo, a 60ª Promotoria do Patrimônio Público entrou com uma ação cautelar na Justiça para impedir que o Ipern sacasse o dinheiro sem antes receber garantia de que o Estado não teria que pagar multa por sacar os recursos fora do prazo das aplicações. De acordo com o promotor Afonso de Ligório Bezerra Júnior, o Estado poderia perder até R$ 80 milhões. Ele também considerou que o instituto não participou do acordo e que o saque não foi aprovado por meio de projeto de lei submetido à Assembleia Legislativa do Estado.

História do Funfirn

2003 – Como em todo o Brasil, a previdência estadual do Rio Grande do Norte funcionava em modelo de repartição simples. Isso significa que os servidores da ativa, que estão contribuindo com a previdência, pagam o salário daquele que já está aposentado. Porém, a partir deste ano, foi criado um fundo previdenciário para os novos servidores, em um modelo de capitalização. As contribuições dos servidores da ativa que entrassem a partir de 2003 iriam ser colocadas em aplicações financeiras para pagar a aposentadoria deles mesmos no futuro. O governo passou a arcar com o déficit do sistema anterior. O objetivo era acabar, em longo prazo, com o déficit previdenciário, previsto com a redução do número de servidores no estado e a aposentadoria dos antigos.
2014 – Já no final do seu mandato, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM) consegue aprovar na ALRN um projeto que unifica o fundo antigo (deficitário) com o novo fundo previdenciário (superavitário, com cerca de R$ 973 milhões). No mesmo dia em que a lei foi aprovada, os saques começaram. Somente em dezembro de 2014, foram sacados R$ 234.157.275,33.
Antes da aprovação da Justiça, o TJRN havia negado o pedido do governo para fazer saques no fundo. À época, o então presidente do Tribunal, desembargador Cláudio Santos, considerou a medida como “irresponsabilidade” dos gestores.
2015 – Ainda no primeiro ano de gestão, a equipe econômica do governador Robinson Faria (PSD) sacou mais R$ 589.157.572,32 para pagar aposentados e pensionistas, deixando a folha salarial em dia.
2016 – A Assembleia aprovou uma lei que estabeleceu um prazo de 20 anos, que começarão a ser contados em 2020, para o Estado devolver esses recursos sacados do Funfir. No texto da lei, porém, os deputados também autorizaram o Estado a sacar recursos em 2017, quando acabaria o período de aplicação deles no mercado financeiro.
Maio de 2017 – Ao fim do prazo da primeira aplicação, o estado sacou R$ 61.600.000,00.
Agosto de 2017 – Já em agosto, foram tirados mais R$ 28.000.000,00. Após esse saque, o TCE determinou a devolução dos recursos. Ao todo, desde 2014, foram sacados R$ 912.915.144,65.
Novembro de 2017 – Com dificuldade de pagar salários e atrasos nos repasses dos duodécimos, governo fecha acordo para tentar usar recursos que ainda estão aplicados. A multa para retirada fora do tempo é estimada em R$ 80 milhões. O valor total é de R$ 321.377.459,67 – soma das contribuições e o próprio retorno financeiro das aplicações. O Tribunal de Contas do Estado mantém o posicionamento contrário ao saque. A Promotoria de Patrimônio Público do MP também entra com ação cautelar para impedir o saque. *G1 RN





Servidores do DETRAN retomam greve nesta segunda-feira
Os servidores do DETRAN retomaram a greve da categoria, por tempo indeterminado, nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (20). Os trabalhadores de Natal e de cidades da região metropolitana estão realizando piquetes em frente à sede estadual do Departamento. No interior, servidores estão concentrados promovendo piquetes nas sedes de Mossoró, Caicó e Apodi.
A greve é motivada pelo não cumprimento do acordo firmado pelo governo, que prometeu enviar à Assembleia Legislativa os projetos que devem garantir a reposição das perdas salariais, acumuladas há 7 anos, e a implementação do auxílio alimentação, além de cumprir as promoções devidas. Os projetos continuam nas mãos do Executivo.
Os servidores suspenderam a greve por uma semana, entre o dia 10 de novembro e a última sexta, 17/11, acatando a proposta do Governo que se comprometeu em encaminhar à Assembleia Legislativa os dois projetos. A previsão era que isso acontecesse até sexta-feira (17/11), data que a categoria foi posta, em assembleia, a par das decisões do Governo pelo sindicato que os representa, SINAI-RN.
Com informações do SINAI-RN





“Única mala” não comprova corrupção, diz novo diretor da PF
Resultado de imagem para segovia
Nomeado por Temer, Fernando Segóvia assume comando da Polícia Federal e questiona investigação da PGR contra presidente. Mala com R$ 500 mil “talvez” seja insuficiente para provar crime, opina. Janot rebate críticas.Fernando Segóvia, que assumiu oficialmente o cargo de diretor-geral da Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (20/11), afirmou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) pode ter agido de forma apressada ao denunciar o presidente Michel Temer, em junho, por corrupção passiva.
Em entrevista coletiva após sua posse em Brasília, Segóvia questionou o pouco tempo dedicado pelo então chefe da PGR, Rodrigo Janot, ao inquérito, afirmando que “uma única mala” talvez seja insuficiente para comprovar se os investigados cometeram, de fato, um crime.
“A gente acredita que se fosse pela égide da PF, essa investigação teria que durar mais tempo, porque uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver se havia ou não crime, quem seriam os partícipes e se haveria ou não corrupção”, afirmou.
Para Segóvia, o papel de Temer no crime apontado pela PGR “é um ponto de interrogação que está no imaginário popular”. Essa questão “poderia ter sido respondida se a investigação tivesse durado mais tempo”, opinou.
O novo chefe da Polícia Federal se referia à mala com 500 mil reais que foi entregue por um diretor da empresa JBS, Ricardo Saud, ao ex-deputado e ex-assessor especial de Temer Rodrigo Rocha Loures, em abril. Investigadores da PF flagraram a entrega do dinheiro, que seri propina.
Segundo a PGR, os valores teriam o presidente como beneficiário. O episódio, que levou à prisão de Rocha Loures, foi uma das bases da primeira denúncia oferecida por Janot contra Temer. A acusação foi barrada pela Câmara dos Deputados em agosto.
Na noite desta segunda-feira, Janot rebateu as declarações de Segóvia, chamando-o de “pau mandado” do governo. “A pergunta que não quer calar é: ele se inteirou disso ou está falando por ordem de alguém?”, questionou ele ao jornal Folha de S. Paulo.
Para o ex-procurador-geral da República, o novo diretor da PF desconhece a legislação e o trabalho dos policiais federais. Janot ainda justificou que, como Rocha Loures estava preso, a investigação precisou seguir os prazos estabelecidos em lei.
O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato, também fez críticas às declarações de Segóvia sobre o inquérito envolvendo Temer. Para ele, não cabe ao diretor-geral da PF emitir opinião sobre investigações ou denúncias.
“Sua opinião pessoal é totalmente desnecessária e sem relevância, ainda mais quando dada em plena coletiva após a posse que lhe foi dada pelo próprio denunciado”, disse Lima em rede social. *TERRA




Curta e compartilhe esses vídeos do Facebook 
Clicando aqui: 




terça-feira, 21 de novembro de 2017

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Nota : Referente a Seguinte Postagem:  http://sigafabiojunior.blogspot.com.br/2017/11/ha-mais-de-180-dias-obra-do-governo.html?m=1









Negros representam 71% das vítimas de homicídios no país, diz levantamento
Um levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra como a população negra está mais exposta à violência no Brasil. Os negros representam 54% da população, mas são 71% das vítimas de homicídio.
O levantamento mostrou que o abismo entre brancos e negros aumentou na última década. Entre os mortos nos homicídios registrados de 2005 a 2015, o número de brancos caiu 12%. E o de negros, aumentou 18%.
“Nós temos um legado histórico que nunca foi enfrentado”, diz Samira Bueno, coordenadora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. “São mais de três séculos de escravidão e nós nunca direcionamos, de forma efetiva e consistentes, políticas públicas para tirar essa população negra, que foi escravizada por tanto tempo, dessa situação de vulnerabilidade.
Esta semana, um ator negro foi vítima de racismo e violência em São Paulo. Diogo Cintra, de 24 anos, ainda exibe as marcas da violência pelo corpo: pés, braços, rosto marcados pelas pauladas, socos e mordidas de cachorro. Cintra conta que voltava de uma festa da companhia de teatro na qual trabalha quando foi abordado por dois homens pedindo que entregasse o celular e dinheiro. Como estava perto do terminal de ônibus, ele correu para pedir apoio aos vigilantes do local.
“Cheguei no Terminal pedindo ajuda para a vigilância e a vigilante falou: ‘Corre, sai daqui. A gente não tem como fazer nada, só corre’”, disse em entrevista ao G1.
Cintra afirma que, após entregar o celular, foi “entregue” pelo segurança aos assaltantes, que o levaram para fora do terminal. Um dos vigilantes chegou a perguntar aos rapazes o que eles fariam. “Falaram que iam me levar para o rio que tem ali do lado. Comecei a me debater de desespero e os caras começaram a me bater. Socos, chutes, bater com pau”, relata.
A Polícia Civil investiga a agressão a Diogo. Procurada, a São Paulo Transporte (SPTrans) diz, por meio de nota, que solicitou esclarecimento à SPURBANUSS, responsável pela administração do Terminal Parque Dom Pedro II, e que “vai colaborar com as autoridades para elucidar os fatos.”





Total de ações trabalhistas cai mais de 90%
A nova legislação trabalhista, que entrou em vigor no último dia 11, teve um efeito perceptível em sua primeira semana: derrubou drasticamente o número de ações na Justiça do Trabalho. Dados de cinco tribunais regionais consultados – Rio Grande do Sul, Bahia, Paraíba, Distrito Federal/Tocantins e Pernambuco – apontam uma queda de cerca de 60% no número de processos ajuizados em relação à média do primeiro semestre.
Se for levada em consideração apenas a semana anterior à entrada em vigor da nova lei, essa queda é ainda mais drástica: chega a mais de 90%. O resultado não surpreende o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Feliciano. Ele explica que a queda dos números era esperada diante do grande movimento visto nos últimos dias da antiga CLT.
Para Feliciano, muitos trabalhadores entraram com ações na reta final para garantir que o processo seja julgado com base nas regras antigas. Como a legislação vale para os contratos vigentes, a interpretação da maioria dos magistrados é que contratos encerrados no período da CLT serão julgados pela legislação antiga.
Outro motivo apontado pelo presidente da Anamatra para a queda no fluxo de ações é a persistência de dúvidas e incertezas sobre a reforma. “Advogados devem estar estudando a legislação para entender como agir”, diz o magistrado.
Entre advogados trabalhistas, prevalecem dúvidas sobre a aplicação das novas regras e alguns têm sinalizado que preferem aguardar a criação de jurisprudência sobre tópicos polêmicos. Entre os assuntos que mais geram debate está a aplicação da nova litigância de má-fé, que pode multar o trabalhador em até 10% do valor da causa, e o entendimento sobre a prevalência do princípio da condição mais benéfica ao trabalhador – situação que determina que, quando há mudança da legislação, prevalece a que for mais favorável ao empregado.
Maior queda
Entre os Estados consultados, o que apresentou a maior queda no número de ações foi o Rio Grande do Sul. O TRT gaúcho registrou média diária de 173 novos processos trabalhistas entre 11 e 17 de novembro. O volume é 93% menor do que o registrado na última semana de vigência da antiga versão da CLT, quando a média ficou em 2.613 ações por dia.
Nos outros Estados o movimento também despencou. Na Bahia, o volume de novas ações caiu 91% nos primeiros dias da reforma ante a semana anterior. A queda chegou a 88% na Paraíba e a 74% no Distrito Federal e Tocantins. O feriado de 15 de novembro pode até ter influenciado, mas o fato não é encarado como determinante, pois na Justiça do Trabalho é possível ajuizar ação eletronicamente, mesmo nos feriados.
Em relação à média do primeiro semestre, a queda é menor, mas também expressiva. No Rio Grande do Sul, o
número de novas ações na primeira semana da reforma é 67% menor que a média de todo o primeiro semestre. O fenômeno se repete em outros Estados: queda de 64% na Bahia, 63% na Paraíba e 56% em Pernambuco.
Entre os maiores tribunais regionais do País, São Paulo e Rio de Janeiro informaram que os dados só são tabulados em prazos que variam de quatro a oito semanas. Em Minas Gerais, um problema no sistema eletrônico impediu o levantamento.
A forte queda do movimento na Justiça do Trabalho, porém, ainda não é considerada uma tendência. Em nota, o TRT do Rio Grande do Sul avalia que, “para se constatar os efeitos no número de processos ajuizados, será necessário analisar as estatísticas em um intervalo de tempo maior”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




Juiz federal do RN autoriza família de idosa a cultivar Cannabis para tratamento médico
Juiz Walter Nunes, da 2ª Vara Federal do RN, concedeu liminar autorizando família de paciente com Parkinson a cultivar Cannabis. (Foto: Reuters)
Uma idosa que sofre do Mal de Parkinson ganhou na Justiça Federal do Rio Grande do Norte o direito de importar sementes da Cannabis – matéria prima utilizada na produção de um óleo usado para o tratamento da doença. O juiz Walter Nunes, da 2ª Vara Federal, concedeu liminar autorizando o filho da idosa a cultivar o vegetal para fins de produção do óleo terapêutico.
Na decisão, o magistrado considerou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária autoriza apenas a importação de medicamentos e produtos derivados da Cannabis, mas não das sementes da planta para produção de medicamentos.
“Cabe destacar que apesar da Anvisa ter retirado a Cannabis Sativa da sua lista de drogas proibidas, quando utilizada para fins medicinais, a agência não permite a produção do óleo essencial no Brasil, nem muito menos a importação da matéria prima. Em verdade, repita-se, apenas autoriza a importação de medicamentos e produtos, através de um processo complexo via desembaraço aduaneiro, conforme se observa em seu website”, analisou o magistrado.
Porém, o magistrado considerou que, dessa forma, o tratamento torna-se muito caro, o que restringe o acesso dos medicamentos a um público pequeno.
“O impedimento da importação da matéria prima finda inviabilizando que entidades sérias, como o caso das universidades, possam desenvolver pesquisas e auxiliar na produção do medicamento, barateando a produção e permitindo o amplo acesso da população brasileira ao tratamento”, destacou. *G1 RN




Homem é preso por atraso de pensão alimentícia
Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira(16), em cumprimento a um mandado de prisão por atraso no pagamento de pensão alimentícia em Pau dos Ferros/RN.
A prisão foi realizada por volta das 16h na Travessa Paul Pierre Harris, pela equipe da 4ª DRPC, em cumprimento a um mandado de prisão civil, emitida pela Comarca de Taboão da Serra, sudoeste do país. A prisão foi motivada pela inadimplência de prestações alimentícias, no valor total de quase R$ 1.200.
O homem foi conduzido para o CDP de Pau dos Ferros e sua prisão comunicada a Justiça. *Nosso Paraná.





Pau dos Ferros: Equipe da 4ª DRPC cumpre mandado de prisão por embriaguez ao volante
A equipe da 4ª DRPC de Pau dos Ferros/RN, deu cumprimento a um mandado de prisão contra um homem, de 34 anos, nesta sexta-feira (17), por volta das 07h30 quando se encontrava nas Quatro Bocas, em Pau dos Ferros-RN. Ele foi condenado por dirigir embriagado. O crime ocorreu no dia 16 de maio de 2010, sendo que na época o condutor foi preso em flagrante conduzindo uma motocicleta sob efeito de bebida alcoólica, não fazia uso correto do capacete, por não possuía CNH e nem permissão para dirigir.
De acordo com a sentença, o réu foi condenado a um ano e três meses de detenção e quarenta dias/multa, a ser cumprido inicialmente no regime aberto, além de ter o direito de dirigir suspenso.
De acordo com os policiais após a sentença condenatória o mesmo não se apresentou a Justiça e era considerado foragido. Apesar dos riscos que representa, se trata de um delito muito em nossa região. Por isso, o alerta que a prática de dirigir embriagado é um crime com pena de até 3 anos de detenção, multa e suspensão do direito de dirigir.
O condenado foi encaminhado ao CDP ficando a disposição da Justiça. *G1 RN




Cearense é preso suspeito de comercializar dinheiro falso em Almino Afonso
Um cearense de 25 anos, natural de Russas e residente em Horizonte/CE foi preso por comercializar dinheiro falso na noite deste sábado(18) por volta das 23h em Almino Afonso/RN.
De acordo com informações o sargento Klevison fazia patrulhamento na cidade quando foi procurado por um comerciante que durante um evento festivo em seu estabelecimento, uma pessoa desconhecida já tinha lhe passado três notas supostamente falsas de 100 reais.
Ao tomar ciência do fato o sargento Klevison e seus comandados saíram a procura do suspeito e logo foi localizado e durante a abordagem os militares ainda encontraram mais duas cédulas de cem reais e três cédulas de cinquenta reais, todas aparentemente falsas.
Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao suspeito e conduzido a presença da Autoridade policial para as providencias cabíveis. *Nosso Paraná.





70% dos servidores devem trabalhar durante greve da Saúde no RN, determina TJRN
Grevistas tentaram ocupar o prédio da Governadoria, na segunda-feira (13), durante deflagração da greve em Natal (Foto: Divulgação/Aduern)
O Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte deverá manter pelo menos 70% dos servidores trabalhando durante a greve da categoria iniciada na última segunda-feira (13), em todo o estado. A decisão do desembargador Amaury Moura Sobrinho, do Tribunal de Justiça do RN, foi tomada neste sábado (18), durante o plantão judicial.
A determinação atendeu parcialmente um pedido do governo, que havia solicitado por meio da Procuradoria Geral do Estado a declaração de ilegalidade do movimento grevista. Apesar de não atender ao pedido de ilegalidade, o desembargador decidiu que o sindicato deve garantir um contingente de 70% dos servidores em todas as unidades de atendimento de saúde, em todas as especialidades.
Em caso de descumprimento, ainda de acordo com a decisão, o sindicato terá que pagar multa de R$ 25 mil por dia. O objetivo, de acordo com o desembargador, é garantir “a continuidade da prestação desse serviço público essencial”.
De acordo com o Sindsaúde, 13 mil servidores, além dos médicos que atuam nas unidades estaduais de saúde, entraram em greve na última segunda-feira (13). Manifestações foram realizadas ao longo da semana, em conjunto com outras categorias, em frente à sede do governo estadual, no Centro Administrativo, em Natal.
No entanto, a direção do Sindsaúde informou que a paralisação não atinge os serviços de urgência e emergência nos hospitais potiguares. Ficaram suspensas, por exemplo, marcações de exames ambulatoriais e consultas que não se encaixam em urgência e emergência.
A pauta dos servidores é a regularização do pagamento dos salários, que estão sendo depositados com vários dias de atrasos, há cerca de 20 meses. Somente no início de novembro, por exemplo, o Estado concluiu a folha do mês de setembro deste ano.
“As pessoas estão endividadas. A gente chegou ao limite, a um ultimo ponto. Nós não temos interesse em greve, mas o governo não nos deu outra opção”, afirmou Manoel Egídio da Silva Júnior, diretor do sindicato da Saúde, durante a deflagração da greve. Ele também reclamou da priorização do pagamento de algumas categorias em detrimento de outras. *G1 RN





Após roubar oito toneladas de lagosta no RN, assaltantes tentam vender carga para vítima e são presos na Bahia
Parte da carga foi recuperada em Salvador (Foto: Divulgação/ SSP-BA)
Foram presos, na tarde de terça-feira (17), em Salvador, três suspeitos de participar de um roubo a uma carga de oito toneladas e meia de lagosta destinada à exportação, no início da semana, no estado do Rio Grande do Norte. Não foi informada a cidade onde ocorreu o crime.
De acordo com a titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos da Bahia, delegada Carla Ramos, que colaborou com a investigação sobre o crime, os assaltantes tentaram vender o material para a própria vítima de roubo, que localizou os criminosos.
“Eles foram flagrados tentando vender o material para a própria vítima que, conhecendo o mercado restrito de frutos do mar em grande quantidade, demonstrou interesse nas redes sociais e acabou encontrando esses receptadores tentando revender os produtos muito abaixo do valor de mercado”, explicou a delegada.
Os três foram presos com parte da carga do crustáceo, cerca de 6 toneladas, que foi recuperada em um galpão no bairro do Retiro. O material pertence à empresa Prime Sea Food e deveria ser entregue em Recife (PE), de onde partiria para exportação.
Marcelino Augusto da Silva, Almir Fernando Lapenda dos Santos Mota e Ricardo Siva Andrade foram autuados e vão responder por receptação qualificada e formação de quadrilha.
Um homem de apelido Zé Carlos, que teria participado das negociações junto a vítima de roubo, é procurado pela polícia. A investigações foram comandadas pela Delegacia de Cargas de Pernambuco, com apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio da Polícia Civil da Bahia.

Outra carga

Também na sexta-feira (17), na cidade de Camamu, localizada na Costa do Dendê, uísques, vodcas e outros tipos de bebidas, roubados em Montes Claros, Minas Gerais, foram resgatadas em um caminhão baú, com o baiano Bruno Santos de Jesus e pernambucano Gleibson Wberes de França, em Camamu. A dupla foi presa em flagrante após estacionar o veículo e sair para tentar vender parte da carga para o comércio.
A carga de bebidas importadas, avaliada em R$ 500 mil, foi recuperada após ser monitorada por GPS. A polícia ainda não sabe qual era o destino final da carga. *G1 RN